sábado, 9 de agosto de 2014

Resumo da Estátua - Baseado no Livro de Daniel



    Mais de 2500 anos atrás, em torno de 600 antes de Cristo, Nabucodonosor, Rei da Babilônia, que havia feito grandes conquistas, almejava estender as fronteiras do seu reino até as extremidades da Terra. No entanto, certa noite teve um sonho notável. Seu espírito ficou pertubado e perdeu o sono. Apesar de ter ficado impressionado com o que havia sonhado, ao acordar não pode se lembrar do sonho. Perplexo, ele convocou os sábios, os astrólogos, os adivinhos e os feiticeiros do seu reino para consultá-los. Ele queria que estes dissessem qual foi o seu sonho e a respectiva interpretação. Logicamente que os sábios não puderam desvendar o sonho, então o Rei Nabucodonosor enfurecido expediu um decreto mandando exterminar todos os sábios de seu reino. Esse decreto atingia também o jovem Daniel que era um escravo hebreu que servia na corte, bem como seus 3 companheiros. Daniel, de forma prudente, solicitou que o rei adiasse a sentença de morte; porque ele iria buscar auxílio ao Deus de seus pais. Então Deus revelou a Daniel, em visão, o sonho de Nabucodonosor e disse que cada parte da grande estátua simbolizaria um grande império que surgiria desde a época do reino da Babilônia até o estabelecimento do Reino de Deus. Dessa forma, Deus salvou a vida de Daniel e seus amigos; e Daniel foi elevado a condição de governador da Babilônia.
Vamos visualizar no gráfico e na tabela abaixo os Reinos como apresentados em Daniel capítulos 2 e 7. Perceba que em Daniel 7 eles são representados por animais. Estudaremos este capítulo em seguida.


Ouro
Babilônia 608-538 a.C
Prata
Medo-Pérsia 538-331 a.C
Bronze
Grécia 331-168 a.C
Ferro
Império Romano 168-476 d.c.
Pés
entre 351 e 476 temos a invasão do Império pelos bárbaros e sua consequente divisão em 10 Reinos ou a Europa ocidental até hoje.




Textos: Daniel 2 e Daniel 7

1. Babilônia 
(608-538 a.C)
Cabeça de Ouro 
(versos 32, 37, 38)
Leão (versos 4, 7) 
Duas asas e mente de homem

2. Medo-Pérsia  
(538-331 a.C)
Peito e braços de prata. 
(versos 32, 39)
Urso (versos 5,17) 
3 costelas na boca, firmou-se em um lado

3. Grécia-Macedônia  
(331-168 a.C)
Ventre e quadris de cobre 
(versos 32, 39)
Leopardo (versos 6, 17) 
4 asas, 4 cabeças

4. Império Romano  
(168-476 d.C)
Pernas de ferro 
(versos 33, 40)
Animal terrível (versos 7,17,19,23) 

4.1.Reinos subsequentes
(351-476)
Pés de barro e ferro (versos 33, 41-43) 
reinos fracos e fortes, tentariam se unir mediante casamentos.
10 Chifres do quarto animal* (versos 7, 8, 20, 24) 
3 Chifres caem**

* 1. Germanos = Alemanha, 2. Francos = França, 3. Burgundos = Suíça, 4. Suevos = Portugal, 5. Anglo-saxões = Inglaterra, 6. Lombardos = Itália, 7. Visigodos = Espanha.
** 8. Os Hérulos, 9. Os Vândalos e os 10. Ostrogodos não se tornaram nações européias.

5.Reino de Deus
Pedra (versos 34, 35, 44 ,45) 
Ferro, cobre, prata e ouro destruídos.
“Toda a Terra, não passará a outro povo”
Filho do homem (versos 8-14, 18, 26-28) 
Animais e chifre pequeno destruídos

Nenhum comentário:

Postar um comentário